logo


Piscinas naturais de Porto de Galinhas de perto

As piscinas naturais de Porto de Galinhas estão localizadas na praia central e é o exemplo mais claro de por que a praia é eleita desde 2001 como a melhor praia do Brasil.

 

As piscinas se forma pela posição do mar e do grande arrecife que está próximo a sua costa, medindo aproximadamente 700 metros. Dentro deste espaço encontram-se buracos ou “piscinas” no qual você pode entrar (tendo em mente o horário das marés) e nadar cercado por milhares de peixinhos.

 

 

É importante saber

Para aqueles que não têm a sorte de estarem muitos dias aqui e querem conhecer as piscinas naturais de Porto de Galinhas deve levar em conta alguns fatos importantes:

 

Em primeiro lugar: Aprender como funcionam as marés e a tabela de marés. Quem vem a estas praias na maré alta não vai encontrar nada de especial, pois o grande arrecife será coberto com água e é impossível ver.

 

Além disso, para entrar nas piscinas deve aguardar a maré subir para, pelo menos, um metro de altura.

 

Em segundo lugar: Só é possível pisar no arrecife nas partes indicadas por cordas ou por pessoas que cuidam deles. Os arrecifes estão cobertos de corais bastante sensíveis, os quais devemos cuidar e preservar.

 

Existem duas piscinas habilitadas e controladas para os visitantes. Em ambas é quase impossível mover-se por causa do muitos peixes nadando ao redor.

 

 

Blitz Ambiental: A Pulseira

Muitas vezes, especialmente na alta temporada para entrar nas piscinas é necessário ter um selo (gratuito). Isso é exigido antes de entrar na praia em postos chamados de “Blitz ambiental”. Para isso basta assistir um vídeo de 3 minutos que explica sobre o cuidado do meio ambiente.

 

 

Como chegar nas piscinas:

Elas estão a apenas 200 metros da costa, tornando-se muito fácil chegar de duas maneiras.

Jangada (pequena jangada chefiada por uma pessoa – “o jangadeiro”)

Nadando: É possível chegar desta forma além de caminhar ainda que é obrigado saber nadar bem, já que pode ocorrer de quando precisar voltar a maré pode estar alta, e quanto maior o nível da água, mais difícil se torna a volta.

 

 

 

Vantagens e desvantagens de ir com uma Jangada

Se você visitar as piscinas naturais de Porto de Galinhas em uma jangada não é necessário saber nadar, pode-se fazê-lo com sua família e é mais fácil portar câmera fotográfica ou de vídeo. Uma desvantagem que poderíamos dizer, é que primeiro, deve-se pagar para alugar uma jangada (embora o custo seja muito baixo – cerca de 15 reais) e, por outro, que o jangadeiro fica lá apenas cerca de 30/40 minutos.

 

 

Piscinas naturais todo o ano

Devido ao bom clima da região durante todo o ano (temperatura média 29 graus), as piscinas naturais de Porto de Galinhas podem ser visitadas durante os 365 dias do ano. Com sol, chuva ou como for não há razão para não desfrutar desta beleza natural espetacular.

 

A praia de Porto de Galinhas é muito popular durante os fins de semana, pela grande quantidade de turistas, ainda que a grande maioria seja de Recife e outras partes do Brasil.

 

 

Recomendações

– Com a maré alta, deverão ter cuidado ao nadar sem olhar o que há embaixo (submerso), já que muitas vezes há áreas com arrecifes finos e cortantes.

– Proteger os pés com algo, geralmente usa-se chinelos havaianas para proteger-se dos ouriços do mar.

– Para quem vai nadando, recomendamos não levar muita coisa com você.

– Por último, e como já falamos anteriormente, é muito importante ao chegar tomar conhecimento de como funciona a tabela das marés, já que é em cima delas que você deve traçar seus roteiros de atividades.

 

 






Deixe uma resposta

*

*

captcha *